Hoteleiro, você está pronto para 2019?

 

Cada feriado possui sua razão de acontecer em determinada data, cada uma delas reserva um significado pelo qual é comemorado, carregando com ele, diversos conceitos e interpretações, por exemplo, setores trabalhistas os enxergam de forma divergente, isto é, os hoteleiros os enxergam como mais uma chance de colocar a mão na massa, já para as demais, eles são tempo de descanso. 


Os anos de 2017 e 2018 contaram, cada um, com oito feriados prolongados, sem contar com o natal. Essas datas levaram e, ainda, levam, muitos moradores de grandes metrópoles para descansar desfrutando das melhores infraestruturas, tentando fugir do caos dos aglomerados urbanos que fervem, cheios de negócios e contratos fechados. Esses feriados, são datas muitos importantes para quem é dono de hotéis e restaurantes em cidades que atendem, esses tipos de hospedes, supracitados. 


Momento de faturar e trabalhar muito, para quem é hoteleiro, os feriados são ótimos períodos para explorar o aumento na procura de hospedagem, já que os índices de hospedes não são tão altos, em comparativo ao verão, no qual as pousadas e hotéis vivem com a ocupação alta para lazer e baixa para o corporativo por outro lado. Em 2019, essas oportunidades serão reduzidas, o ano contará apenas com quatro feriados nacionais prolongados, que serão: o carnaval em março, semana santa junto a Tiradentes (domingo) em abril, Corpus Christi em junho e o feriado de Proclamação da República em novembro. Os demais feriados do ano, Independência (sábado), Dia do Trabalhador (quarta), Dia das Crianças (sábado) e Finados (sábado), cairão nos finais de semana, o que refletira na redução da demanda nessas datas. 


Esses feriados locados aos sábados e até mesmo nos domingos, podem ser grandes barreiras para a reserva e compra de pacotes em redes de hotéis, visto que curtos períodos de tempo são momentos difíceis para organizar-se para viajar, ou até mesmo, alguns, possíveis hospedes, não tenham interesse i