Certificado:

Rba Gestão Inteligente 2019. Todos direitos reservados.

  • Facebook ícone social
  • LinkedIn RBA Gestão Inteligente
  • YouTube ícone social
  • Twitter ícone social

10 negócios que crescem até na crise (e como eles conseguem)

Enquanto uns sofrem com a crise, outros a contornam. Descubra como!

 

 

A economia brasileira não anda bem. O desemprego e a inflação têm aumentado, e as vendas em muitos setores estão caindo. Para se ter uma ideia, uma projeção feita pela ONU indica que o país terá uma retração de 1,5% do seu PIB em 2015. Portanto, não vivemos um cenário muito animador para o pequeno e médio empresário, certo? Não é bem assim.


Assim como muitas empresas nacionais estão perdendo dinheiro, outras tantas têm conseguido crescer, e até dobrar seu faturamento, mesmo neste período de crise. As estratégias delas incluem renegociar preços com seus fornecedores, diversificar produtos e investir em marketing, em um movimento contrário ao da maioria do mercado.


Veja 10 negócios que estão crescendo mesmo com a crise, e quais as estratégias de cada um para conseguir.

 

 

1. BFX


Empresa que presta assessoria para outras empresas que querem exportar seus produtos, principalmente no ramo de autopeças. Os 4 colaboradores pretendem levar a empresa a um novo patamar, com aumento de 35% no faturamento das exportações de 2015 em relação ao ano passado.


Estratégias para crescer na crise: “A alta do dólar aumenta a competitividade dos produtos brasileiros frente à concorrência que sofremos de outros países no mercado internacional”, explica a diretora de negócios da empresa, Camilla França. “A BFX nunca teve tanta procura como neste ano de 2015, uma vez que o consumo do mercado interno está estagnado. Como a produção para o mercado interno fica ociosa, a ideia é ocupar o espaço vazio atuando de forma mais incisiva no mercado externo”, afirma.

 



2. CLEAR CLEAN


Rede de microfranquias de serviços de limpeza residencial e comercial. A empresa nasceu em abril 2013 depois de uma viagem de um dos fundadores para a Europa, quando ele conheceu o serviço. A empresa teve grande procura logo no início, e por isso os sócios Clovis Campos e Douglas Barbosa decidiram franquear o modelo de negócio.


Hoje, a rede possui 17 franquias em funcionamento e 3 que serão inauguradas até setembro de 2015. No ano passado, o faturamento da empresa foi de 1,3 milhão de reais. Para este ano, a expectativa é crescer e alcançar 4 milhões – aumento que se deve também ao número de unidades abertas este ano (foram oito) e às que ainda serão inauguradas ao longo deste semestre.


Estratégias: A Clear Clean tem aproveitado a repercussão causada pela PEC das Domésticas, que tem gerado oportunidades para empresas do setor de limpeza. Além disso, investe em novos serviços, como o de limpeza e impermeabilização de estofados e limpeza carpetes.


Para o franqueado: O investimento necessário para abrir uma franquia Clear Clean é de 25,5 mil a 61 mil reais. O prazo de retorno do investimento é de 12 a 24 meses.

 

 

 

3. ESPETINHOS MIMI